Motorista diz à polícia que perdeu controle do ônibus na BA-421

O motorista do ônibus que tombou na BA-421 nesta quinta-feira, 12, de prenome Vanilson, prestou o depoimento na Delegacia Territorial (DT) de Itaberaba no mesmo dia do acidente. Na unidade, o homem informou que perdeu o controle da direção do veículo na pista. O acidente resultou na morte de cinco pessoas.

Segundo o delegado Tarcísio Túlio Dantas, o motorista disse que teria perdido o controle por causa de algum problema no veículo, mas ele não soube especificar qual. Dantas informou que há registros que mostram que o pivô do câmbio de direção do ônibus estava quebrado. “O Departamento de Polícia Técnica (DTP) tem imagens da peça quebrada. Uma das peças que faz o movimento da direção”, disse ele.

Ainda de acordo com o delegado, o número de passageiros ainda é incerto, mas o motorista informou que o veículo não estava cheio. Dantas disse também que só tem a versão do acidente segundo o depoimento do condutor.

“Até o momento, ninguém apareceu para prestar o depoimento. Só ele (Vanilson) veio”, disse o delegado, acrescentando que o motorista disse na delegacia que conduzia o veículo em velocidade compatível com a rodovia. “O tacógrafo (aparelho usado para registrar a velocidade) foi enviado para perícia. Só depois saberemos a velocidade que o ônibus estava”, completou.

Conforme Dantas, o caso será encaminhado para o delegado Malaquias Bispo, da delegacia de Piritiba.

O ônibus da empresa Emtram virou em uma curva da BA-421, entre os municípios de Mundo Novo e Piritiba. Os passageiros, que são de Itaberaba, tinham fretado o veículo para ir a um parque aquático na cidade de Jacobina (a 207 quilômetros do local de partida).

Cinco pessoas morreram. Dentre os mortos, Vanessa Diamantino de Almeida, 16 anos; Maria Ruth Diamantino dos Santos Souza, 48 anos; Margarida Lopes Mascarenhas, 68 anos; e Penélope Pimentel Lopes, 2 anos. Uma pessoa do sexo feminino continua com identidade ignorada.

Além dos mortos, 27 pessoas, que ficaram feridas, deram entrada em hospitais do estado, sendo 18 adultos e nove crianças.Eles estão internados em unidades de saúde de Salvador, Feira de Santana e Jacobina.

*ATarde