Após 3 meses, morre 7ª vítima de acidente envolvendo carreta e micro-ônibus em Seabra

Morreu nesta quinta-feira (4) no Hospital Regional de Juazeiro, na região norte da Bahia, a sétima vítima do acidente que envolveu uma carreta e um micro-ônibus, há três meses, na cidade de Seabra, região da Chapada Diamantina.

Jamile Pereira Moreira Dias, de 32 anos, era funcionária pública municipal da prefeitura de Juazeiro e estava internada desde o dia do acidente, em 3 de janeiro. A informação do óbito foi divulgada pela prefeitura. Os filhos dela, de 4 e 12 anos, estavam com a vítima no momento da batida e sobreviveram.

A Secretaria Municipal de Saúde de Juazeiro divulgou nota de pesar pela morte de Jamile. Conforme o órgão, Jamile ficou internada em Salvador até a segunda-feira (1º) e seria encaminhada para casa, em Juazeiro, onde teria assistência médica domiciliar.

Acidente em Seabra, na Chapada Diamantina, foi em janeiro de 2019. — Foto: Nilson Santos/Blog Liberdade Bom Sucesso

Acidente em Seabra, na Chapada Diamantina, foi em janeiro de 2019. — Foto: Nilson Santos/Blog Liberdade Bom Sucesso

No momento da transferência, no entanto, o quadro de saúde se agravou e ela foi internada com urgência em Senhor do Bonfim. Depois, na quarta (3), foi levada para o Hospital Regional de Juazeiro, mas não resistiu e morreu nesta quinta.

A prefeitura de Juazeiro informou que Jamile tinha 32 anos, era juazeirense e deixa dois filhos.

“A profissional era querida por todos os servidores da Secretaria, conhecida e lembrada por seu jeito alegre e contagiante em atender o público, funcionária detalhista e uma grande artista. A Secretaria de Saúde está de luto, mas prestando toda a assistência à família”, diz trecho da nota enviada pelo executivo municipal.

Ainda não há informações sobre data e local de velório e sepultamento.

Acidente

Um dos carros que foi atingido pela carreta no acidente em Seabra, na Chapada Diamantina. — Foto: Nilson Santos/Blog Liberdade Bom Sucesso

Um dos carros que foi atingido pela carreta no acidente em Seabra, na Chapada Diamantina. — Foto: Nilson Santos/Blog Liberdade Bom Sucesso

O acidente em Seabra ocorreu no dia 3 de janeiro, em um trecho urbano da BR-242. Um vídeo gravado por uma câmera de segurança mostra o momento em que a carreta que provocou a batida capota e atinge um carro.

O veículo estava estacionado e foi o último a ser atingido pela carreta. Antes, o veículo bateu em um micro-ônibus e em um outro carro.

No vídeo, é possível observar a gravidade do acidente. Em menos de cinco segundos, a carreta aparece nas imagens, capota algumas vezes, atinge o carro e some do alcance da câmera.

À polícia, testemunhas relataram que a carreta, que saiu de Barreiras, no oeste da Bahia, perdeu o freio após descer uma ladeira, o que teria provocado o acidente.

Jamile e as outras seis vítimas mortas viajavam no micro-ônibus. O coletivo transportava 40 pessoas da mesma família. O grupo retornava para casa após uma festa realizada para comemorar a chegada do ano novo. Momentos antes do acidente os passageiros fizeram uma selfie.

O marido de uma das pessoas mortas, Renaldo de Souza Lima, falou que desistiu de viajar após mau pressentimento.

Além da esposa, Angeline da Silva Sosta, de 33 anos, Renaldo perdeu também o sogro, Rosalvo Ferreira da Costa, de 60.

Os outros mortos foram identificados como Simoni Otília Gomes Silva, Rebeca Silva Oliveira, Delma Ribeiro da Silva, de 55 anos, e Thalita Ribeiro da Silva, de 31 anos, que é filha de Delma.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), muitos passageiros do coletivo estavam sem cinto de segurança, o que pode ter agravado a situação das vítimas, já que muitas delas foram lançadas para fora do veículo.

Além dos mortos, o acidente deixou 26 pessoas feridas, incluindo o motorista da carreta. De acordo com a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), dez delas receberam alta no dia seguinte ao acidente.

*G1