Motorista que atropelou e matou paratleta de Ipiaú em competição estava embriagado, diz delegado

O homem que foi preso após atropelar e matar um paratleta de 38 anos durante uma competição em Guanambi, sudoeste da Bahia, estava embrigado. A informação foi confirmada na manhã desta segunda-feira (19), por Giancarlo Giovani Soares, delegado titular da cidade.

O acidente ocorreu no sábado (17). O paratleta, identificado Jacson Silva Santos, participava como competidor da 13ª edição da Corrida do Suruá, quando o carro invadiu a pista onde estavam os atletas e atingiu ele. O motorista do veículo tentou fugir do local, mas foi encontrado pela polícia. A embriaguez foi detectada neste momento.

“Não foi realizado nenhum teste de bafómetro ou algo do tipo. A embriaguez foi confirmada pelo policias que fizeram a prisão, com base no tom de voz do homem, no jeito de caminhar. O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) já permite constatar a embriaguez através dessas características”, disse o delegado.

Depois do acidente, Jacson chegou a receber atendimento, mas morreu a caminho de um hospital. O corpo dele foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região. Não há informações sobre o enterro.

O motorista continua preso na Delegacia da Cidade e vai ser investigado pelos crime de homicídio e embriaguez ao volante. O caso é investigado pela Polícia Civil da cidade.

*G1