Polícia registra cinco homicídios em Feira no fim de semana

Cinco assassinatos foram registrados em quatro bairros de Feira de Santana, no fim de semana, elevando para 17 o número de homicídios neste mês e para 38 no ano. Uma das vítimas teve o corpo parcialmente carbonizado e ainda não foi identificada.

O corpo foi encontrado na tarde de domingo (17), na Rua Travessa Pantanal com a Travessa Vamp no bairro Gabriela. Até o momento não há outras informações sobre este crime.

Ainda na tarde de domingo, Matheus Souza Alexandre, 20 anos, foi assassinado a tiros na Travessa Ipiuna, conjunto Diadema, bairro Sitio Novo. Segundo informações da polícia, a vítima morava no conjunto José Ronaldo. Não há detalhes de como o crime aconteceu.
Papagaio
Também no domingo, por volta das 18h30, Jean Fábio do Nascimento Silva, 25 anos, foi morto a tiros na Rua Josias Rodrigues Sampaio, no bairro Papagaio. Os tiros atingiram cabeça e braço direito. O homicídio aconteceu na mesma rua onde a vítima morava.

Subaé
Por volta das 13h20 de domingo Roberto José Batista de Santana, 36 anos, foi assassinado a tiros na calçada do condomínio Fonte das Águas, a poucos metros da guarita do 35º Batalhão de Infantaria, na Rua Politeama no bairro Subaé. Outras duas pessoas foram vítimas de bala perdida e socorridas para o Hospital Geral Clériston Andrade. Segundo informações de moradores, Roberto José estava sentado, bebendo cerveja em frente a um depósito de bebidas, quando homens em um HB20 prata efetuaram vários tiros.

Subaé
Também na Rua Politeama no bairro Subaé, foi assassinado na tarde de sábado (16), Wesley da Silva Conceição, de 20 anos. Segundo informações, ele pegou um motoboy clandestino na praça de alimentação da Avenida Getúlio Vargas e foi até o condomínio Fonte das Águas. Quando saiu do condomínio, com o mesmo motoboy, a cerca de 500 metros, dois homens a pé deflagraram os tiros, que atingiram pescoço e perna.

Os corpos foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) para serem necropsiados. A Delegacia de Homicídios vai investigar as autorias e os motivos dos assassinatos.

*Acorda Cidade