Feira: Vereador quer impedir ‘apologia à violência e homossexualidade’ em Micareta

O vereador Edvaldo Lima (PHS), conhecido pelo posicionamento conservador, fez um pedido à Prefeitura de Feira de Santana para que artistas que façam “apologia a violência e homossexualidade” não sejam contratados para a Micareta 2019.

A assessoria do vereador do PHS confirmou o pedido e reforçou que, entre as atrações indesejadas por ele estão Igor Kannário, Daniela Mercury e Pabllo Vittar.

Neste ano, a micareta acontece entre os dias 25 e 28 de abril e a grade ainda não foi anunciada completamente. A intenção de Edvaldo Lima é de que o pedido impeça a contratação de cantores com este “perfil”. Até o momento estão confirmados Cláudia Leitte, Harmonia do Samba, Netinho, Cheiro de Amor, Banda Eva, Saulo, Bell Marques, Durval Lelys, Timbalada, e Xande de Pilares.

No mesmo período, em 2018, o vereador já havia se mobilizado contra a participação de determinados artistas. Em entrevista à TV Caldeirão, Edvaldo Lima alegou que a população feirense não precisa de cantores que “incitem a violência” nem que “insinuem o casamento gay”. Na ocasião, chegou a dizer que Pabblo Vittar deveria sair “preso” do trio elétrico por “atentado ao pudor”.

*Bahia.ba