Cidades da RMS terão tarifas de R$ 4 a R$ 7,90

No primeiro dia da nova tarifa das linhas de Salvador, a Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações (Agerba), anunciou, ontem, por meio de nota, o reajuste tarifário para o transporte coletivo da Região Metropolitana de Salvador. Os valores variam de R$ 4 a R$ 7,90 e passam a vigorar a partir da próxima quinta-feira.

Os novos valores foram definidos por localização dos municípios agrupados em regiões denominadas anéis. O primeiro anel corresponde às linhas de Simões Filho e Lauro de Freitas, onde o valor passará de R$ 3,70 para R$ 4. No segundo (Camaçari e Candeias), de R$ 5,30 para R$ 5,70. O terceiro que envolve as linhas de Dias D’Ávila, Mata de São João, São Sebastião do Passé e Madre de Deus teve um aumento de R$ 0,50 centavos, passando de R$ 7,40 para R$ 7,90.

De acordo com o órgão, os valores levam em conta o índice do IPCA, INPC e a variação da inflação e do diesel. Já para tarifa do metrô, conforme comunicado na última segunda-feira, o valor continuará R$ 3,70, pelo menos, durante 60 dias, até que técnicos do Estado terminem o estudo que irá determinar se ocorrerá reajuste.

Reivindicação

Em Salvador, no primeiro dia de aplicação do reajuste com um aumento de R$ 0,30 na tarifa de ônibus, os usuários do serviço se queixaram das condições estruturais dos veículos e da espera nos pontos. Além de reivindicar a redução no valor implantado no modal.

“Pagamos caro para esperar horas no ponto e ainda ter um serviço sucateado. O aumento só deveria acontecer depois de recebermos a quantidade necessária de veículos na rua, com segurança e rapidez. Não enxergo melhorias, quem sofre somos nós. Pagamos e andamos sem luxo”, desabafou a auxiliar de serviços gerais Tatiara Barbosa, 41 anos.

Já para o aposentado Arivaldo Garcia, 55 anos, contribui com os estudos da filha mais nova e revela que o aumento prejudica o orçamento de casa. “Não temos sossego. Cada dia que passa as coisas ficam caras. Eu ajudo a minha filha na mensalidade da faculdade e sei que esse reajuste absurdo irá dificultar o pagamento das contas”, comentou.

Segundo o prefeito ACM Neto, em coletiva de imprensa, no último sábado, o aumento se deu a partir da garantia de renovação da frota equipada com ar-condicionado, por parte dos empresários, no Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado junto com o Ministério Público da Bahia (MP-BA). Garantindo mil novos ônibus, até 2022, sendo 250 a cada ano.

*Atarde