Nova fase da Adsumus apura propinas mensais de R$ 4 milhões em Santo Amaro e Muritiba

Foto: Bruno Luiz / Bahia Notícias

A 6ª fase da Operação Adsumus tem como foco apurar fraudes em licitações nas cidades de Santo Amaro e Muritiba. Segundo informações divulgadas pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) na tarde desta segunda-feira (18), foram descobertos pagamentos de até R$ 4 milhões mensais. De acordo com o promotor João Paulo Santos Schoucair, se “a mesada criminosa”, contratos com as prefeituras eram encerrados. “Através do contrato de lixo a gente descobriu um novo desvio. Desta feita, a cobrança explicita de propina mensal e duradoura”, explicou o promotor de Justiça, que é titular de Santo Amaro e substituto em Muritiba. A estimativa desse valor é que em Santo Amaro e Muritiba se lucrou ilicitamente R$ 4 milhões mensalmente”, afirmou. Conforme o MP-BA, em Muritiba foram descobertas irregularidades em contratos relacionados à coleta de lixo que foram praticadas entre 2013 e 2016. Já em Santo Amaro, a quadrilha atuava no ramo de combustíveis entre 2012 e 2016. De acordo com Schoucair, as recentes descobertas foram feitas através de um acordo de colaboração premiada feito com o dono de uma loja de material de construção e de um posto de gasolina.

*BN