Jacobina: MP-BA flagra bar vendendo cachaça com álcool combustível e ácido

Na noite desta sexta-feira (17) e madrugada deste sábado (18), dez bares, distribuidoras de bebidas e lanchonetes foram inspecionadas durante operação de fiscalização ambiental, de defesa do consumidor e da infância desencadeada pelo Ministério Público Estadual em Jacobina.
A operação contou com a participação do Conselho Tutelar, Vigilância Sanitária, Guarda Municipal, Secretarias Municipais de Meio Ambiente e Tributos, a qual tinha por objetivo fiscalizar a venda ilegal de bebidas alcóolicas a crianças e adolescentes, combater a exploração sexual de menores e fiscalizar a regularidade de bares e estabelecimentos nos quais são comercializados alimentos e bebidas, sob o prisma da vigilância sanitária e do respeito à proibição de produção de poluição sonora.
Um bar, localizado no Bairro da Serrinha, foi interditado por ter sido flagrado vendendo cachaças artesanais com a utilização de álcool combustível, ácido acético concentrado e outros produtos ainda não identificados, bem como por ostentar situação de higiene precária e por possuir diversos produtos a venda vencidos. Os produtos químicos serão encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica de Jacobina para correta identificação de todos.
Os produtos utilizados na cachaça são corrosivos, seus vapores causam irritação nos olhos, ardor no nariz e garganta, congestão pulmonar e o consumo pode levar à morte. Foram apreendidos nos locais fiscalizados mais de 09 (nove) quilos de produtos deteriorados e quase 100 (cem) litros de bebidas impróprias para o consumo, dentre cachaças artesanais e cervejas e refrigerantes fora do prazo de validade.
*BocãoNews