Bahia sofre gol no fim e empata com o São Paulo

(Mauro Akin Nassor / CORREIO)

A Arena Fonte Nova estava prestes a voltar a ver o Bahia vencer, mas a equipe tricolor sofreu um gol no último minuto e empatou em 2 a 2 com o São Paulo na tarde deste domingo (13), em duelo válido pela quinta rodada da competição. Artilheiro da nova era do estádio, Edigar Junio marcou duas vezes para o Bahia, enquanto Tréllez e Shaylon marcaram para o time paulista.

 

O resultado coloca o Bahia na 16ª posição, com cinco pontos. O Esquadrão de Aço volta a jogar pela competição nacional no próximo sábado (19), contra o Palmeiras, pela sexta rodada do certame.
O JOGO

 

Os primeiros momentos do jogo foram tensos e com duras faltas. Logo no primeiro minuto, Lucas Fonseca derrubou e atingiu
Tréllez com um pontapé. Na sequência, foi a vez de Élber cometer uma falta e ser advertido com cartão amarelo.

 

De pênalti, Edigar abre o placar

 

Aos nove minutos, Zé Rafael invadiu a área em jogada individual e foi derrubado por Hudson. Atenta ao lance, a arbitragem
acusou a penalidade máxima. O atacante Edigar Junio, artilheiro da Arena Fonte Nova, bateu rasteiro e conseguiu vencer o
goleiro Sidão. A marca do camisa 11 foi ampliada para 24 gols.

 

Com 16 minutos, o torcedor do Bahia quase comemorou mais um gol. Depois de cruzamento vindo do lado direito, Zé Rafael
chutou de primeira e acertou a trave.

 

O São Paulo queria o empate e começou a assustar o Esquadrão de Aço. Lucas Fernandes deu grande passe para Nenê, que ficou
de frente para o goleiro Douglas. O meia conseguiu passar pelo arqueiro, mas no momento da finalização, Everson apareceu
para bloquear e evitar o gol.

 

Aos 26, Elton aproveitou sobra na entrada da área e usou a perna esquerda para um chute colocado. Sidão rebateu.

 

Tréllez empata o jogo

 

Apesar de não ter tanta profundidade durante o primeiro tempo, o São Paulo conseguiu o que queria aos 31 minutos. Nenê
recebeu passe de Hudson e serviu Tréllez por elevação. O colombiano, ex-Vitória, finalizou bem e conseguiu fazer a alegria
dos são-paulinos.

 

Edigar Junio coloca o Tricolor na frente

 

Não demorou e o Bahia conseguiu voltar à liderança no placar. Com 38 minutos, Elton lançou para o ataque, Élber desviou para frente e Edigar Junio finalizou de primeira, surpreendendo o goleiro Sidão.

 

Segundo tempo

 

O Bahia começou o segundo tempo dando espaços ao São Paulo, que pressionou para empatar. Aos seis minutos, Lucas Fernandes aproveitou sobra da defesa e chutou ao lado da meta defendida por Douglas.

 

Depois de tanto sofrer pressão, o Bahia ficou muito próximo do gol. Aos 25 minutos, Zé Rafael serviu Everson de frente para o gol, mas o defensor falhou e mandou a bola por cima.

 

Aos 30 minutos, Régis roubou a bola na defesa, tocou na frente para Zé Rafael, que devolveu para o camisa 20. Com a defesa adversária aberta, o meia tocou para Edigar Junio, que não conseguiu finalizar.

 

Enquanto o Bahia aguardava pelos contra-ataques, o São Paulo tentava de todas as maneiras. Aos 41, Everton recebeu cruzamento, mas cabeceou mal e facilitou a defesa de Douglas.

 

Um minuto depois, após mais um contragolpe, Régis avançou em velocidade e colocou Kayke na cara do gol. O atacante chutou forte com a perna esquerda, mas a bola bateu no peito de Sidão.

 

Shaylon marca no fim e empata

 

Depois de perder algumas oportunidades, o Bahia sofreu o castigo. Aos 47, Shaylon arriscou de fora da área e balançou a rede. Com isso, a partida acabou empatada.

 

FICHA TÉCNICA
Bahia 2 x 2 São Paulo
Campeonato Brasileiro – 5ª rodada

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador

Data: 13/04/2018 (domingo)
Horário: 16h
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (FIFA-PA)
Assistentes: Helcio Araújo Neves e Heronildo S Freitas da Silva (ambos do PA)

Gols: Edigar Junio (duas vezes) / Tréllez e Shaylon (São Paulo)

Cartões amarelos: Élber, Everson, Lucas Fonseca e Gregore (Bahia) / Arboleda, Everton (São Paulo)

Bahia: Douglas; João Pedro, Lucas Fonseca, Everson e Léo; Elton; Élber (Flávio), Gregore, Vinícius (Régis) e Zé Rafael; Edigar Junio (Kayke). Técnico: Guto Ferreira.

São Paulo Sidão; Éder Militão (Régis), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Hudson e Lucas Fernandes (Valdívia); Everton, Tréllez e Nenê.  Técnico: Diego Aguirre.

 

*BN




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *