De olho no primeiro triunfo fora de casa no Brasileirão, Bahia visita o São Paulo neste domingo

Felipe Oliveira/EC Bahia

 

São Paulo e Bahia vão se enfrentar três vezes no mês de maio. A primeira delas será neste domingo, às 11h, pela quinta rodada do Brasileirão da Série A, em um Morumbi que deve estar lotado. As outras duas serão pelas oitavas de final da Copa do Brasil, nos dias 22 e 29, primeiro em São Paulo e depois em Salvador.

O equilíbrio predomina o duelo. As duas equipes se enfrentaram em 36 partidas no nacional. O São Paulo ganhou 13 vezes, assim como o Bahia também venceu 13 jogos. Nos outros dez confrontos o placar terminou no empate. A última partida foi realizada no dia 8 de setembro de 2018, com vitória do Tricolor paulista por 1 a 0, no Morumbi.

Bahia

Durante entrevista coletiva o treinador do Esquadrão revelou que terá três volantes contra o São Paulo e explicou a diferença entre jogar com jogadores de determinada posição e a função que ele executa no momento da partida.

“A gente precisa diferenciar o que é posição, característica e função. É fundamental ter isso na cabeça. Quando se propõe abrir três jogadores com forte capacidade de receber e recuperar a bola no meio-campo, é para tentar ter controle de meio-campo maior. Nos jogos fora de casa não conseguimos ter. Para ter ideia em números, nosso controle de meio é 140%, 150%. Isso significa que se dividir o campo em três zonas, cada bola que perco nessa zona, recupero uma bola e meia. Nos jogos fora de casa temos controle inferior a isso. Contra o Botafogo, quando sofremos os três gols, a gente perdeu mais bola do que recuperou na região. Contra o Atlhetico foi menos de 100%. Não dominamos aquela zona. Quando se coloca jogadores com capacidade de recupera a bola nesse setor, é para ter maior controle. Mas precisamos saber que temos três volantes com capacidade de jogo, bom passe, e dois jogadores abertos pelo lado que expõe o time adversário a velocidade nas suas costas. Não é mudança de sistema. Com Eric Ramires jogamos com essa função por dentro contra o Athletico. Diante dessa necessidade de ter maior controle, testo essa opção”, explicou o técnico Roger Machado, que especificou o esquema que gosta de usar.

“Gosto de usar o 4-3-3. Ter três jogadores de meio, um deles que cubra linha, que faça parte dos dois jogadores de meio fazendo um tripé e permita ter entrada no campo adversário com mais jogadores. Prefiro o 4-3-3 ao 4-1-4-1. Para mim é o que se assemelha ao que faremos em campo”, destacou.

Para o duelo deste domingo, o técnico Roger Machado não irá contar com o lateral-direito Nino Paraíba, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, o recém-contratado Ezequiel fará sua estreia pelo Bahia já como titular. Outro desfalque será o do meia Shaylon, que pertence ao São Paulo e não pode atuar por força contratual.

São Paulo

Terceiro colocado da competição com 10 pontos, espera aproveitar o embalo do triunfo contra o Fortaleza, e conquistar mais três pontos contra o Esquadrão.

Para a partida, o técnico Cuca contará com o retorno do zagueiro Anderson Martins (recuperado de dores no tornozelo direito), o volante Luan (recuperado de estiramento na coxa esquerda) e o atacante Alexandre Pato (recuperado de lesão na cervical).

Por outro lado, terá os desfalques de Arboleda, Pablo e Rojas por questões médicas. Gonzalo Carneiro cumpre suspensão por doping.

FICHA TÉCNICA:

São Paulo x Bahia
Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data/Horário: 19/5/2019, às 11h
Árbitro: Daniel Nobre Bins (RS)
Assistentes: Elio Nepomuceno de Andrade Junior (RS) e Mauricio Coelho Silva Penna (RS)
Árbitro de vídeo: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

SÃO PAULO: 

Tiago Volpi, Hudson, Walce, Bruno Alves e Reinaldo; Tchê Tchê, Liziero e Pato; Antony, Everton (Hernanes) e Toró. Técnico: Cuca.

BAHIA: 

Douglas, Ezequiel, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Elton e Douglas Augusto; Artur, Élber; Gilberto (Fernandão). Técnico: Roger Machado.

 

*Galáticos Online