Salvador: Ônibus deixam de entrar no Parque das Bromélias após morte de traficante

 

Foto Divulgação SSP-BA

Moradores do Condomínio Parque das Bromélias, na rodovia BA-526, a CIA-Aeroporto, estão sem acesso aos ônibus do sistema de transporte coletivo de Salvador. De acordo com informações do Sindicato dos Rodoviários, os coletivos pararam de entrar no local no final da tarde desta sexta-feira (12), depois que um traficante foi morto durante uma troca de tiros com a polícia, no local.

“Teve uma troca de tiros e ameaçaram tocar fogo nos ônibus. Isso coloca em risco a integridade física dos rodoviários e dos passageiros. Então, realmente, deste ontem (sexta-feira) os ônibus não estão realmente entrando e estão parando três pontos antes do final de linha”, explicou ao CORREIO Francisco Costa, um dos diretores do Sindicato.

Sem os ônibus chegando até o final de linha, quem precisa dos coeltivos tem que andar cerca de três quilômetros, até próximo do Jardim das Margaridas. “É um pouco longe, mas infelizmente não tem jeito. Nós agendamos uma reunião com o comando (da polícia) para a próxima segunda-feira (15).

“Provavelmente, os carros só vã voltar a entrar na segunda-feira. Não quer dizer que não possa voltar amanhã (domingo), porque vai ter uma reunião do sindicato amanhã de manhã para a gente avaliar a situação. Mas, se não for possível, só na segunda-feira”, concluiu Francisco Costa.

Traficante morto
A troca de tiros a que o Sindicato dos Rodoviários se refere aconteceu no final da tarde de sexta-feira (12). De acordo com informações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), policiais da 49ª Comapnhia Independente da Polícia Militar (CIPM/São Cristóvão) faziam um patrulhamento de rotina na área quando um traficante, ainda não identificado, foi visto com “materiais ilícitos”.

“As equipes fizeram o cerco e ele atirou buscando fugir. No confronto, ele foi atingido, socorrido para o Hospital Menandro de Faria, mas não resistiu”, diz a SSP-BA, em nota. Com o homem, foram apreendidos uma pistola calibre 40 – de uso exclusivo das forças policiais -, carregador, munições, porços de droga – cocaína, crack e maconha – e uma baança.

Procurada pelo CORREIO, a SSP-BA não falou sobre a ausência de ônibus no local.

Fonte Correio*