Palestra de George Daniel atrai empreendedores de Santo Antônio de Jesus na Semana do MEI

Foto: Charles Alves.

 

Nascido no Sitio dos Quintos, na cidade de Parelhas (RN), o empreendedor George Daniel só descobriu a TV aos oito anos de idade. Seu primeiro computador foi aos 18 anos e, após perceber a quantidade de horóscopo zodíaco e chinês que aparecia na sua timeline do Facebook, resolveu fazer uma analogia com animais oriundos do Nordeste.

O palestrante contou sua história de empreendedorismo, trajetória de vida pessoal e profissional, além da maneira como maneira começou durante um evento da Semana do MEI, em Santo Antônio de Jesus, com a palestra bem-humorada cujo tema foi “Empreender é melhor do que cuscuz”. Ele falou também da importância da persistência e a caminhada ao sucesso através da busca pelo conhecimento. O evento lotou o auditório do Antunes Imperial Hotel nesta quarta, 23, com cerca de 300 participantes.

George se apresenta como amante de cuscuz, empreendedor social, empresário, analista e gestor de mídias sociais. O empresário criou sua página ‘Signos Nordestinos’ em maio de 2015 e, em sua primeira postagem, depois do um compartilhamento de uma página famosa, em três dias, já haviam 13 mil curtidas. “Nunca imaginei que uma brincadeira pudesse se tornar um projeto de sucesso,” disse.

O palestrante frisou a importância de sair da zona de conforto, usar a criatividade e inovar buscando identificar oportunidades de ganhar mais e gastar pouco para se destacar no ramo escolhido.  “Eu poderia ter feito uma página com os signos tradicionais, mas eu optei por fazer os signos Nordestinos, pois era uma coisa que não existia”, lembrou George.

Para George, não basta apenas ser empresário, é preciso ser empreendedor e fazer com que as pessoas se sintam bem ao adquirir seus produtos ou serviços. Sobre a analogia do empreendedorismo e o cuscuz, George disse que “algumas vezes, engasgamos com cuscuz, mas não deixamos de comer. Assim é o empreendedor: mesmo engasgando, em várias situações adversas é preciso continuar”.

Oportunidade de capacitação

Para Carlos Henrique, gerente regional do Sebrae de Santo Antônio de Jesus, “a Semana do MEI é inclusiva, em que os microempreendedores estão tendo a oportunidade de aprender mais sobre grandes histórias de empreendedorismo e ao colocar esses conhecimentos em pratica vai poder fortalecer suas atividades empresariais”, afirmou.

Ainda durante o evento, foi apresentado ao público o Dinâmico MEI, sistema voltado exclusivamente para microempreendedores individuais, que tem o objetivo de descomplicar o financeiro e, consequentemente, ajudar nas tomadas de decisões.

“Com esse sistema, o microempresário consegue ter uma gestão geral do seu negócio e, assim, ter uma aproximação melhor com o cliente, além fazer o controle de estoque e entrada e saída de produtos,” frisou o Aloisio Almeida, coordenador comercial da Total Soluções e Sistemas.

O ex-caminhoneiro Emilson Peixoto se tornou microempreendedor no ramo de manutenção de celulares após um acidente de caminhão, em 2016, que lhe deixou sem andar. Para ele, palestras como estas motivam o microempresário a crescer.  “Tenho aprendido que é muito importante fazer a diferença e é isso que tenho buscado. Inclusive, vou procurar o Sebrae para mais orientações, pois sem conhecimento não vamos pra frente”, ressaltou.

O próximo Encontrão do MEI acontece, em Valença nesta quinta-feira, 23 de maio, também com a palestra de George Daniel. A Semana do MEI acontece até esta sexta-feira, 24 de maio, em 98 municípios da Bahia. Interessados podem consultar a programação completa e fazer as inscrições pelo site www.semanadomei.com.br. A novidade deste ano é que, além das capacitações presenciais, são oferecidos cursos, aulas e conteúdos a distância.

 

Texto: Drielle Costa