Hasselmann diz que teve celular hackeado: ‘mesma gangue que invadiu o telefone do Moro’

Foto: Reprodução/Twitter

 

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), líder do governo no Congresso, afirma que teve seu telefone celular hackeado na madrugada deste domingo (21).

Em um vídeo publicado em seus perfis nas redes sociais, a deputada diz que recebeu ligações do seu próprio número, como no caso de invasão a celulares do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, e de membros da Lava-Jato. Joice disse, ainda, que mensagens foram enviadas a partir de sua conta no Telegram ao colunista do GLOBO, Lauro Jardim.

“Assim como aconteceu com o celular do nosso ministro Sergio Moro, meu telefone foi clonado, foi invadido. E há bandidos farsantes encaminhando mensagens em meu nome através do Telegram, minha gente. Tive certeza disso depois que esses farsantes procuraram via Telegram, que não uso há muito tempo, desde a época da campanha, um jornalista bastante conhecido no Brasil, um jornalista chamado Lauro Jardim”, diz a deputada em um vídeo publicado no Twitter.

Joice disse que a polícia já foi acionada e que também comunicou a invasão ao presidente Jair Bolsonaro e a Sergio Moro.

“Já estou comunicando as autoridades e quero deixar bastante claro que um farsante, um bandido, um criminoso, provavelmente da mesma gangue que invadiu o telefone do Sergio Moro, telefone de procuradores da Justiça Federal, também invadiu meu telefone e isso é caso de polícia. Esses bandidos precisam ir para a cadeia”, ressaltou.