Trabalho infantil: Equipes de fiscalização encontram 12 crianças atuando nos circuitos

A fiscalização da Prefeitura de Salvador encontrou 12 crianças em situação de trabalho infantil nos quatro primeiros dias de Carnaval. As crianças trabalhavam como ambulante e catadores de lata. As crianças foram encaminhadas para os Espaços de Convivência da Prefeitura, que acolhe crianças e adolescentes filhos dos vendedores ambulantes trabalhadores do carnaval. Já a fiscalização foi realizada pelo Centro de Referência em Saúde do Trabalhador de Salvador (Cerest) avalia as condições de saúde dos cordeiros e trabalhadores informais, como ambulantes. Até este domingo (11), o Cerest analisou a situação de 11 mil cordeiros e inspecionou 11 blocos de Carnaval. Apenas um bloco foi notificado por não oferecer os equipamentos de proteção individual para os trabalhadores (sapato fechado, luvas, protetor solar e protetor auricular).

 

*Bahia Notícias




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *