Aproximadamente 44% dos candidatos pela Bahia neste ano não prestaram contas ao TRE

Foto: Reprodução / TRE-BA

Pelo 44% dos candidatos que disputaram cargos eletivos pela Bahia neste ano ainda não tiveram suas contas prestadas e apuradas pelo sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Os postulantes e partidos que concorreram aos cargos das eleições gerais em 2018 deviam prestar contas à Justiça Eleitoral até esta terça-feira (6).

 

A maior taxa de abstenção, até o momento, são de contas de candidatos baianos ao Congresso Nacional. Enquanto aproximadamente 47% dos candidatos a deputado federal pela Bahia ainda não prestaram as suas contas, a taxa entre os candidatos a deputado estadual fica próximo aos 44%.

 

A Bahia tem 1.159 prestações pendentes. Até o momento, 509 candidaturas não cumpriram a entrega: 277 candidatos a deputado estadual, 231 estaduais e 1 senador, o candidato da Rede Francisco José dos Santos.

 

Na prestação de contas, os candidatos devem justificar como geriram recursos financeiros e bens estimáveis em dinheiro para tentar as vagas. O candidato ou partido que não tiver movimentado recursos nesse período não está isento de prestar contas. Mesmo quem renunciou à candidatura, foi substituído ou teve registro indeferido pela Justiça Eleitoral deverá fazê-lo.

 

O TRE ainda trabalha no processamento das informações inseridas no sistema e, por isso, os dados ainda podem sofrer alterações. Com 55,91% das suas contas entregues, a taxa de candidaturas quitadas com o TSE na Bahia gravita na média nacional, que teve 58,60% dos candidatos já com contas prestadas.

 

As prestações de contas de candidatos e órgãos partidários estaduais devem ser feitas diretamente ao TRE-BA. Já os órgãos municipais devem levar essa justificativa ao Cartório Eleitoral de jurisdição do município. Para a prestação de contas, é obrigatória a constituição de advogado.

*BN




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *