Ruas da cidade de Ibotirama, no oeste da BA, são tomadas por infestação de besouros

Uma infestação de besouros tomou as ruas do município de Ibotirama, no oeste da Bahia, nos últimos dias. Em nota divulgada na quarta-feira (7), a prefeitura da cidade diz que o desequilíbrio ambiental aliada à deficiência de predadores naturais na cadeia biológica dos insetos é o motivo da grande concentração dos insetos.

Ainda segundo a a prefeitura, as secretarias de Saúde e Meio Ambiente mantiveram contatos com órgãos competentes e foram orientadas a não fazer a dedetização, pois a prática é proibida nesses casos, principalmente em áreas urbanas.

Besouros em um a igreja de Ibotirama, na Bahia — Foto: Divulgação/Gazeta5

Besouros em um a igreja de Ibotirama, na Bahia — Foto: Divulgação/Gazeta5

Conforme a prefeitura, as larvas dos insetos são praticamente inofensivas e não causam problemas de saúde. Entretanto, afirmou que o líquido que os besouros liberam quando apertados contra uma superfície pode provocar queimaduras leves.

A administração municipal afirmou que mantém os serviços normais de limpeza, nos cuidados com o lixo e na limpeza dos terrenos baldios, para diminuir a infestação.

A previsão é de que a situação seja amenizada nos próximos sete dias, quando os insetos devem retornar ao habitat natural.

Confira a nota divulgada pela prefeitura de Ibotirama nas redes sociais:

Insetos também apareceram na prefeitura de Ibotirama — Foto: Divulgação/Gazeta5

Insetos também apareceram na prefeitura de Ibotirama — Foto: Divulgação/Gazeta5

A administração municipal comunica a toda população, que compreende que a infestação de besouros que no momento acontece em nossa cidade e em quase todo o país, causa transtornos e incômodo. A praga de besouros que ora acontece, ocorre devido a um desequilíbrio ambiental, com a deficiência de predadores naturais na cadeia biológica dos insetos. As nossas secretárias de saúde e meio ambiente, mantiveram contatos com órgãos competentes e foram orientadas a não praticarem a dedetização, já que é expressamente proibida , nesses casos, principalmente em áreas urbanas.

Segundo o entomologista Fernando Barbosa, apesar de incomodarem, as larvas são praticamente inofensivas e não causam problemas de saúde. Apenas o líquido que liberam quando apertados contra uma superfície é que pode provocar as queimaduras leves. “Quando eles soltam um líquido quente com algumas substâncias é que podem provocar queimaduras nas regiões mais sensíveis da pele humana”, esclarece.

A previsão é de que a infestação seja amenizada nos próximos sete dias, quando os besouros devem retornar ao habitat natural deles. O entomologista afirma que existem algumas dicas para que a convivência com o inseto seja menos incômoda e uma delas, é manter o menor numero de lâmpadas acesas. A prefeitura de Ibotirama, continua mantendo os serviços normais de limpeza, contando com a ajuda dos munícipes, nos cuidados com o lixo e na limpeza dos terrenos baldios, o que pode e muito, diminuir essa infestação.

Nota da prefeitura de Ibotirama sobre a infestação de besouros na cidade — Foto: Reprodução/Redes Sociais

Nota da prefeitura de Ibotirama sobre a infestação de besouros na cidade — Foto: Reprodução/Redes Sociais




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *