Regulamentação de mototáxi em Salvador seria bom exemplo para SAJ; assista matéria

Foto: Reprodução/Instagram

A atuação frequente dos mototaxistas  durante o Carnaval de Salvador, tem chamado a atenção da população, em especial daqueles que utilizam este meio de transporte para se locomover dentro da cidade. São trabalhadores com identificação da classe, placas vermelhas e sempre a disposição dos clientes. O que é muito diferente em Santo Antônio de Jesus, apesar de possuir muitos motociclistas, os mesmos em sua maioria não são regulamentados e praticam a atividade sem nenhuma regra ou seleção de critérios de segurança.

Durante entrevista ao Blog do Valente, o secretário de Transporte e Mobilidade de Salvador, Fábio Mota, explicou que apesar de ser um trabalho que requer uma atenção maior pela dimensão da cidade, os órgãos responsáveis implantaram critérios essenciais para a seleção desses profissionais. “A questão do mototaxista na cidade de Salvador já é exemplo para o Brasil, até a Bruna Marquezine andou testando no carnaval e aprovou. Estamos com um padrão de qualidade muito bom”, frisou o secretário.

Os benefícios que essa regulamentação traz, podem se estender a outras áreas e promover uma valorização da economia local, além de transmitir segurança ao usuário.“É bom para o mototaxista porque ele passou a ter um reconhecimento da profissão, depois que ele obteve um alvará as concessionárias de moto começaram a financiar o equipamento. É bom também para o usuário que sabe que tem a segurança”, acrescentou.

Uma movimentação a respeito de uma organização para essa classe em Santo Antônio de Jesus foi iniciada no governo de Euvaldo Rosa, no entanto, não teve prosseguimento e a situação só tem piorado nos últimos anos.

Assista entrevista completa abaixo: