Justiça marca depoimento de Padilha como testemunha de defesa de Geddel

A Justiça Federal em Brasília marcou o depoimento do ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, para o dia 6 de fevereiro, no processo em que o ex-ministro Geddel Vieira Lima é acusado de obstrução de Justiça. Geddel arrolou Padilha como testemunha de defesa. Geddel é investigado por tentativa de atrapalhar a delação de Lúcio Funaro, na fase em que ele estava em tratativas com a Procuradoria-Geral da República (PGR). De acordo com informações do G1, Funaro é apontado como operador de propinas do PMDB. O juiz Vallisney de Oliveira informou que Padilha, apesar de ter sido intimado a dizer hora e dia de seu depoimento, como está previsto no Código de Processo Penal, não respondeu à solicitação judicial dentro do prazo. Com isso, o juiz aplicou um entendimento, firmado pelo STF, segundo o qual, nesses casos, a Justiça pode marcar o depoimento para a data e horário que avaliar como mais adequados. Em nota, a defesa de Padilha disse que não comenta o caso “fora dos autos, em respeito institucional do Poder Judiciário”. (Bahia Notícias)




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *