Após declaração de general, Temer defende liberdade de expressão

presidente Michel Temer (MDB) afirmou, no fim da manhã desta quarta-feira (4), que defende a liberdade de expressão. Embora não tenha citado diretamente a declaração polêmica do comandante do Exército, o general Eduardo Villas Bôas, o presidente se manifestou no momento em que surgem comentários sobre a fala do general.

“O que dá estabilidade ao país é o cumprimento rigoroso da Constituição, daquilo que a soberania popular no Brasil conduziu”, afirmou Temer.

“A ordem jurídica é que estabelece as relações sociais, que regula as relações sociais”, complementou.

Temer deu a declaração durante cerimônia de sanção do projeto que flexibiliza o horário de veiculação do programa A Voz do Brasil. Foi o primeiro evento público de Temer depois das declarações de Villas Bôas.

Como destaca o UOL, o presidente também afirmou que “a Constituição foi pródiga nessa matéria. Enfatizou em várias passagens a liberdade de informação em consequência a liberdade de imprensa. É da ordem jurídica que nasce a liberdade de expressão e de imprensa”, afirmou.

*Notícias ao minuto