Cachorro que vivia em campus é homenageado em quadro de formatura

Estudantes do curso de biologia da Universidade Federal de Pelotas (RS) decidiram homenagear Orelha, o vira-latas que vive no campus, e colocaram uma foto do cachorro no quadro de formatura. A cerimônia ocorreu no dia 17 de março. “Ele não foi na colação porque não se mistura com os cães do outro prédio. Ele é bem mandão e territorialista”, brinca Yasmin Mello, 22, que foi a oradora da turma.

A ideia de incluir o bichinho na homenagem surgiu de uma brincadeira, já que ele sempre foi bastante presente no cotidiano dos estudantes – e logo todos concordaram. Além da foto, Orelha foi lembrado no discurso de Yasmin.

“Como falar dos nossos homenageados e não se lembrar do que é, sem dúvida, o mais querido de todos. Orelha, gostaríamos de agradecer por todos os teus ois cedo da manhã e por todas às vezes em que tu nos acompanhantes até a parada tarde da noite. Nenhum de nós gosta de estar só, e graças a ti isso sempre foi raro no nosso cotidiano. Sempre dizem que os animais amam imediatamente e são gratos eternamente, hoje somos nós que lhe juramos amor eterno e gratidão por todo o carinho que tu demonstrou a nós”, diz o trecho enviado pela jovem a reportagem.

Segundo ela, Orelha tem aproximadamente dez anos e mora no Instituto de Biologia desde que foi abandonado na região. Foi adotado por alunos e professores, que dividem a responsabilidade e os custos para cuidar dele, o que inclui alimentação e veterinário.

O cachorro tem esse nome porque perdeu parte da orelha, supostamente, em uma briga com outros animais. Precisou passar por uma cirurgia reparadora, afirma a jovem. Sobre a possibilidade de algum formando ter se interessado por levar o cãozinho para casa, Yasmin é enfática: Orelha não era da turma, mas sim de todos da biologia. E continua sendo mascote de todos. Com informações da Folhapress.