Bolsonaro defende que ataques no Ceará sejam considerados terrorismo

Foto : José Cruz/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro defendeu ontem (12) que ações criminosas ocorridas no Ceará sejam consideradas terrorismo.

No Twitter, Bolsonaro destacou que os criminosos que agem no Ceará podem passar a atuar em outros estados, se forem não impedidos. “Ao criminoso não interessa o partido desse ou daquele governador. Hoje ele age no Ceará, amanhã em São Paulo, Rio Grande do Sul ou Goiás”, escreveu.

Bolsonaro também chamou de “louvável” e defendeu o projeto de lei, de autoria do senador Lasier Martins (PSD), que endurece a Lei nº 13.260 que tipifica o conceito de terrorismo e regulamenta atuação de combate do Poder Público.

Conforme o projeto, fica classificado como terrorismo “incendiar, depredar, saquear, destruir ou explodir meios de transporte ou qualquer bem público ou privado”.

Fonte M1