Aluno que esfaqueou colega em Ciep de Campo Grande frequentava os mesmos chats que atiradores de Suzano

O aluno de 17 anos que feriu um colega a faca dentro no Ciep Brizolão 165 Brigadeiro Sergio Carvalho, em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio, nesta quinta-feira, frequentava os mesmos chats na internet que os atiradores de Suzano (SP). A informação é do delegado da 35ª DP (Campo Grande), onde o caso está sendo registrado.

– Ele disse que queria se matar e levar alguém junto – contou Luís Mauricio Armond Campos, titular da 35ª DP (Campo Grande), que não confirmou se o crime desta quinta-feira tem relação direta com o que aconteceu em Suzano: – A família alegou que ele tem distúrbios e foi buscar os laudos.

Ainda segundo Campos, o agressor negou que a chacina que comoveu o país nesta quinta-feira o tenha influenciado:

– A ideia de levar alguém junto era porque ele não tem coragem de se matar, mas, atacando alguém, ficaria encurralado numa situação limite e iria acabar se matando.

De acordo com a PM, o agressor esfaqueou um outro aluno de 15 anos em uma briga no pátio do colégio, por volta das 14h.

O aluno que cometeu a agressão deve ser apreendido, e o caso seguirá para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA).

O adolescente de 15 anos foi socorrido e levado para o Hospital Rocha Faria, também em Campo Grande. No momento do ataque, ele se defendeu com o braço, onde sofreu um corte profundo. Há também um outro pequeno ferimento na barriga. O rapaz está no IML do bairro para fazer um exame de corpo de delito.

O Ciep Brigadeiro Sergio Carvalho, assim como o restante da rede, sofre com a falta de profissionais de apoio, como porteiro. Os serventes acumulam a função, abrindo e fechando o portão no momento da entrada e saída dos alunos. Na maior parte do tempo, o portão da escola fica trancado.

Em um vídeo que circula nas redes sociais, é possível ver o momento em que uma viatura da Polícia Militar chega ao colégio. Um carro dos bombeiros e uma ambulância entram no pátio logo em seguida. No áudio, a pessoa que grava as imagens relata que um dos alunos portava uma faca.

Segundo o Corpo de Bombeiros, a corporação foi acionada às 14h40.

A Secretaria estadual de Educação (Seeduc) confirmou a agressão e afirmou que “está acompanhando o caso junto às famílias dos alunos, ao Ciep e às autoridades policiais, e está dando todo suporte psicológico, médico e assistencial à família da vítima”.

A Polícia Civil também informou que está apurando o ocorrido.

Nas redes, internautas lembraram o atentado na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano (SP).

“Menino esfaqueia o outro no colégio aqui em Campo Grande, virou moda agora? Que país é esse!”

“Um menino entrou armado com uma faca em uma escola aqui em Campo Grande pra matar um colega. Esse mundo tá muito perdido mesmo”

*Extra