João de Deus diz que perdeu 17kg na cadeia; laudo indica depressão

Acusado de abusar sexualmente de mais de 500 mulheres, o médium João de Deus, preso desde o dia 16 de dezembro do ano passado, fez declarações sobre a sua rotina na cadeia, os supostos crimes cometidos, sua saúde e o dinheiro acumulado – cerca de R$ 100 milhões. O líder espiritual concedeu entrevista, por escrito, à revista Veja, que publicou a matéria no Dia Internacional da Mulher.

João de Deus afirmou à reportagem que não praticou nenhum abuso sexual contra suas pacientes, que buscavam apoio espiritual na Casa Dom Inácio de Loyola, e que se sente “injustiçado” pelas acusações. “O certo é que não abusei de ninguém. Alguns fatos são antigos e nem sequer pude, pelos nomes, me lembrar das mulheres. Sinto-me injustiçado”, disse.

Preso no Núcleo de Custódia do Complexo Prisional de Aparecida de Goiânia, o médium contou que pensou em se matar na cadeia. De acordo com a Veja, João de Deus perdeu 17 kg desde que foi detido, deixou de cuidar da higiene pessoal e vive com roupas sujas de urina.

Na entrevista, o líder religioso intitulou sua rotina na cadeia como “muito dura”, mas afirmou que todos o tratam bem, “de presos a guardas”. O médium disse ter vergonha de revelar que “até para sentar na privada” ele tem dificuldade, por estar com 77 anos e precisar do auxílio de uma bengala.

Quando questionado sobre os abusos, João de Deus deixou subentendido que as vítimas mentiram em suas acusações. “Eu tenho dificuldade de entender como pessoas se dispõem a falar de coisas ocorridas há quarenta anos. Mais do que isso, acho inacreditável que uma pessoa que se sinta violentada volte outras vezes para ser atendida. Não faz sentido”, justificou.

O médium ainda comentou as supostas violações sexuais contra a própria filha, que diz ter sido abusada aos 11 anos. Ele afirma que ela “tem um histórico de internações” e, por isso, não deve ser levada a sério. “Digo que é um absurdo! Tanto é assim que nem o Ministério Público acreditou nela. Ela tem um histórico de internações e, no passado, antes dessa onda de acusações, já se desculpou pelo que disse. Agora voltou a falar, mas não merece fé”, pontuou.

João de Deus afirmou que sua saúde “está muito fraca”. Ele declarou que sente falta de ar, está com as mãos trêmulas e sofre de outras doenças. “Tenho doenças crônicas, como hipertensão arterial. Durmo muito mal e minha saúde está fraca. Há uns anos, tirei 60% do meu estômago por causa de um câncer agressivo e lá atrás coloquei seis stents no coração. Rezo muito”, disse.

Ao falar sobre o patrimônio acumulado, calculado em cerca de R$ 100 milhões, o líder religioso afirmou que “trabalhou muito desde criança” e que não cobrava pelas sessões espirituais, pois gosta de “ajudar pessoas”.

“Não sei a data certa, mas quando era moço fui para Serra Pelada e no garimpo juntei mais de 4 quilos de ouro. Depois comprei uma fazenda e mais para a frente, outra, e fui criando vacas e bois. Sou uma pessoa simples e muito econômica”, afirmou.

*Metropoles