Moro diz a Guedes que corte de 32% em ministério pode gerar ‘alarmante cenário’

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, enviou um ofício à pasta da Economia com pedido de expansão de seu orçamento para o próximo ano. De acordo com ele, caso o requerimento não seja atendido, há risco da falta de verba inviabilizar as políticas planejadas nas áreas, o que geraria um “alarmante cenário”.

Segundo Moro, o valor de R$ 2,61 bilhões representa um corte de 32% em comparação a este ano. O ministro argumenta que para evitar “prejuízos à missão institucional” da Justiça e Segurança Pública, é preciso um acréscimo de, pelo menos, R$ 3,71 bilhões.

“Embora compreenda os problemas decorrentes dos ajustes do teto de gastos, informo, respeitosamente, que o referencial monetário apresentado representa significa redução no orçamento deste Ministério, resultando em alarmante cenário de inviabilização de políticas públicas de segurança, cidadania e justiça essenciais para a sociedade brasileira”, diz um dos ofícios enviados ao titular da Economia, Paulo Guedes.

*M1