Atualização pedagógica em Dom Macedo Costa foca em integração entre família e escola

O desafio de educar na contemporaneidade compartilhados entre família e escola foi o tema central escolhido pela Secretaria Municipal de Educação e discutido Atualização Pedagógica 2018 de Dom Macedo Costa, que aconteceu nos dias 27 e 28 de fevereiro. O encontro, que teve a proposta de refletir com os profissionais da Educação, em conjunto com a comunidade, assuntos que afetam diretamente o cotidiano escolar, teve a presença de membros da equipe gestora do município, professores, convidados e da comunidade.
Em sua fala na abertura, o prefeito Egnaldo Piton ressaltou a relevância da temática escolhida, em uma geração que passa por constantes mudanças que devem ser acompanhadas pela escola. Já a secretária de Educação, Élida Piton, pontuou a maneira como os desafios encarados em 2017 foram enfrentados e os significativos avanços que já poderão ser vistos neste início de ano letivo, como toda a requalificação estrutural feita nas escolas do município.
A palestra principal de abertura foi apresentada pela professora Drª Carla de Quadros, que dentre várias abordagens, trouxe a reflexão sobre o significado de “ser família” nos dias atuais, considerando estar no âmbito familiar a primeira fonte de influência no comportamento, nas emoções e na formação ética da criança.
Com a proposta de discutir as diversas perspectivas de educar na contemporaneidade, o evento contou com palestras e rodas de diálogo. Uma dinâmica reflexão sobre autoconhecimento para a atuação docente foi conduzida pelo educador Hildebrando Teixeira de Sena. A explanação a respeito dos desafios e incertezas referentes ao Plano Municipal de Educação (PME) ficou a cargo do professor Luiz Argolo. Já a professora Zuma Castro fez a apresentação do atual estado das discussões a respeito da Base Nacional Comum Curricular (BNCC).
Demonstrações e explicações dos profissionais Edson Roberto Rocha e Edilson Anjos, do Corpo de Bombeiros, sobre primeiros socorros também fizeram parte da programação. As rodas de diálogo trouxeram as contribuições da professora Kátia Matheó, sobre os ciclos de aprendizagem, da professora Carla Lemos, apresentando as diferentes concepções da Educação Inclusiva no decorrer da história, e do professor Pedro Melo, discutindo a respeito do olhar crítico sobre o ambiente em que a escola está inserida.