Alunos de Pedagogia dando show na IX Semana Acadêmica da Facemp

Abordando o tema “Valorização Profissional” a tradicional Semana Acadêmica da FACEMP finalizou as atividades do seu segundo dia, quarta-feira, dia 16/05. No curso de Pedagogia, os alunos do terceiro e oitavo semestre organizaram mesas temáticas.

Os alunos do oitavo semestre escolheram como tema Um retrato do ensino da cultura afro-brasileira e indígena. Atualmente, há leis que asseguram a obrigatoriedade do ensino da cultura e história afro-brasileiras, africanas e indígenas nas escolas. A lei 10.639 foi sancionada em 2003 e institui o ensino da cultura e história afro-brasileiras e africanas e a lei 11.645 complementa a lei 10.639 ao acrescentar o ensino da cultura e história indígenas. Ambas alteram a lei 9.394, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional.

A mesa pretendeu refletir com a professora Suely Santos Santana/UNEB e Genilza Silva de L. Santos / ÍNDIA POTIGUARA, sobre o ensino de história e cultura afro-brasileira e indígena nas escolas de educação básica. Foi um momento de muita reflexão, participação ativa dos alunos e emoção. A equipe organizadora foi impecável, está de parabéns!

Pedagogia em cena foi o resultado do Projeto Interdisciplinar – PI do terceiro semestre. A partir do filme COMO ESTRELAS NA TERRA – TODA CRIANÇA É ESPECIAL. O filme mostra uma lição de vida. Um garoto que foi tratado com respeito por um professor, que soube valorizar e entender as diferenças usa como forma de expressão a arte, incentivando-o e mostrando-o que seu problema pode ser superado e que sua deficiência não o tornava diferente dos outros. “A dislexia é um transtorno que está longe de ser solucionada, e o que salvou o garoto não foi a descoberta do transtorno, mas sim, os novos métodos utilizados pelo educador, fazendo com que o menino aprendesse a lidar com sua diferença”.

Foram convidas as professoras Ely Mary Peixoto Bitencourt e Mila Barsanúfio Machado que também é psicóloga, para discutirem a importância da atenção às defasagens apresentadas pelos alunos com vistas a uma intervenção pedagógica adequada e sobre o papel do professor neste processo. O evento foi um sucesso, com direito a pipoca para animar ainda mais a plateia, que lotou a sala 02 do NISSA.