SAJ: “Primeiro matricula os alunos da casa e o que sobra são para os novos”, diz secretária de educação sobre falta de vagas nas escolas

A Secretária de Educação explica falta de vagas para matrícula na rede municipal. Na manhã desta segunda-feira (07), diversos pais reclamaram por não encontrarem mais vagas na Escola Municipal Celestino Anísio Pimenta, no bairro Andaiá. De acordo com a secretária Cinthia Souza, hoje teve início a matrícula para alunos novos, pois em dezembro foi o período para rematrícula dos alunos que já estudam na referida escola, “portanto quando a gente fala de vaga de matrícula estamos falando do que sobrou, primeiro faz a matrícula dos alunos da casa e o que sobra são para os novos alunos. Se não há vagas no Celestino Pimenta, deve haver em outras escolas, recomendo aos pais que matricule seus filhos próximos de suas residências, isso nos garante a permanência do aluno na escola, tem mais facilidade”, pontuou. Segundo a secretária, em 2018 o município trabalhou com 1077 alunos após a municipalização da Escola Costa e Silva. No bairro Andaiá tem uma escola que atende a educação infantil e o Celestino que atende o fundamental 1 e parte do 2, entretanto, as turmas iniciais possuem os maiores saldos. “Quando a gente chega ao limite da capacidade, os pais precisam procurar outra escola”, disse.