Secretaria da Educação do Estado recebe presidente do FNDE para tratar sobre recursos e suporte para a Educação Básica

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia recebeu a visita, nesta quarta-feira (10), do presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Carlos Alberto Decotelli, que foi recebido pelo secretário da Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, na sede do órgão, no Centro Administrativo (CAB), em Salvador. O FNDE é o órgão responsável pela execução da maioria das ações e programas da Educação Básica do país, como a alimentação e o transporte escolar, além de atuar no Ensino Superior.

A visita faz parte do projeto “Presidente do FNDE Itinerante”, que discute a importância do FNDE para a gestão da Educação e fomenta uma maior integração entre as equipes técnicas do Fundo e dos estados. O secretário Jerônimo Rodrigues destacou a importância deste diálogo com o FNDE. “Esse é um trabalho que o professor Carlos Alberto vem realizando nos estados, discutindo os recursos e o suporte do FNDE para o desenvolvimento da Educação; a produção de publicação com o olhar dos gestores orientando a gestão estratégica e financeira de cada pasta estadual; e a parceria para a realização de um encontro que conte com todos os prefeitos e secretários municipais de Educação. Reafirmamos que o Estado da Bahia está fazendo o exercício de cumprir as questões estabelecidas pelo FNDE, e gostaríamos de manter esta relação importante para o fortalecimento da Educação no nosso Estado”, contou.

Já Carlos Alberto Decotelli falou sobre o papel do FNDE. “Para tentar entender como melhor utilizar os recursos que são destinados no orçamento da União para a Educação, estamos pedindo a colaboração de todos os gestores da Educação do Brasil para nos responderem três perguntas: o que é o FNDE?; qual a percepção deles sobre o FNDE?; e como funciona? A partir daí, poderemos adequar os esclarecimentos, as orientações, modificações e as recomendações para o parlamento para que haja mudanças nos marcos regulatórios, regras, estabelecimentos de novos paradigmas para trabalharmos melhor pela educação brasileira”, destacou.

Fotos: Sumi Dias / Assessoria de Comunicação Secretaria da Educação do Estado da Bahia