Professores da UEFS comparecem a evento do governo e se reúnem com o secretário da Educação

O Comando de Greve dos docentes da Uefs aproveitou a vinda do secretário da Educação (SEC), Jerônimo Rodrigues, à Feira de Santana, nesta quinta-feira (23), para reivindicar a abertura de mesas de negociação sobre a pauta 2019. Logo no início da manhã, os docentes foram ao Instituto de Educação Gastão Guimarães, onde o gestor estava presente, cobrar respostas ao governo. Após um tempo de espera, a categoria foi recebida por Rodrigues.

Em reunião, o secretário se comprometeu com o Comando de Greve a contatar, ainda nesta quinta (23), a secretária estadual das Relações Institucionais (Serin), Cibele Oliveira. A proposta é que esta atue como interlocutora do diálogo entre os docentes e o governo Rui Costa. Jerônimo ainda informou que na próxima segunda-feira (27) haverá um encontro com os deputados federais da base aliada e que, nesse espaço, tratará sobre as demandas da categoria. Ao final do encontro, o gestor disse que entrará em contato com o Fórum das ADs para dar respostas sobre os encaminhamentos das reuniões.

O diretor da Adufs e coordenador do Fórum das ADs, André Uzêda, entregou ao secretário o documento com a contraproposta aprovada pelos docentes das quatro universidades estaduais, além de um outro documento reivindicando a convocação de reuniões de negociação.

Coordenador do Fórum das ADs entregou documentos ao secretário da SEC

Conversa
Jerônimo Rodrigues esteve em Feira de Santana para participar do 4º Encontro de Dirigentes do Núcleo Territorial de Educação (NTE). Durante a reunião, os docentes queixaram-se das inverdades ditas à imprensa pelo governador sobre a greve 2019; cobraram respostas ao secretário sobre as declarações, também à imprensa, de que o movimento paredista é político e falaram sobre a insatisfação com as diversas tentativas do governo Rui Costa de deslegitimar o movimento e desgastá-lo diante da população. Um dos professores convidou Rodrigues a visitar a Uefs para verificar a veracidade dos problemas existentes na universidade.

Jerônimo Rodrigues falou sobre a falha do governo Rui Costa em não inserir, ao longo dos anos, as universidades estaduais nas discussões sobre as políticas educacionais do Estado. Também falou que nos três meses à frente da SEC tem se esforçado para estabelecer o diálogo entre o governo e a categoria, mas que tensões internas limitam a sua atuação.

O Comando de Greve dos docentes avalia que a reunião foi resultado da pressão da categoria, que conseguiu ocupar um espaço do próprio governo para exigir solução às reivindicações. Enquanto Rui Costa e equipe seguem sem respostas concretas aos docentes, a greve segue firme e a categoria mobilizada.

*ADUFS