Programa Acolher é apresentado para a comunidade escolar em Santo Antônio de Jesus

A Secretaria da Educação do Estado promoveu, nesta sexta-feira (07), a apresentação do Programa de Apoio e Assistência à Saúde do Professor e do Estudante – Acolher – no Colégio Estadual Francisco da Conceiçãoem Santo Antônio de Jesus (a 190 km de Salvador). A ação, que integra todas as iniciativas em curso na rede, a exemplo dos programas Saúde do Professor e Saúde na Escola, tem como objetivo ampliar o atendimento educacional às unidades escolares por meio da convergência de ações pedagógicas e biopsicossociais. 

O programa Acolher considera as várias dimensões do ser humano: cognitiva, afetiva, política, histórica, social, emocional e comunicativa. A partir disto, promove ações voltadas à saúde e ao bem-estar da comunidade escolar, dentre as quais estão atendimentos com profissionais de diferentes áreas, a exemplo de psicólogos e fonoaudiólogos, além de oficinas sobre temas como combate ao bullying e cyberbullying. A coordenadora do Acolher, Silvia Fonseca, falou sobre a rede de colaboração que está sendo firmada para potencializar as ações do programa. “Para a efetiva execução deste projeto contamos com parcerias. Convidamos para esta apresentação e esperamos contar com o apoio do Ministério Público, da Defensoria Pública, da Ronda Escolar, de psicólogos das universidades e de outros profissionais que possam contribuir, de forma coletiva, nessa ambiência para o bem-estar de todos e fortalecer a escola pública”, contou.

Para a diretora da unidade, Joelma Nunes, as ações do programa irão fortalecer o trabalho desenvolvido na unidade escolar. “A escola já tinha tomado a iniciativa com a criação de um ambiente de acolhimento, com serviços de orientação e atendimento das demandas da comunidade escolar e este programa vai nos ajudar a ampliar nossas ações”, destacou. O estudante Daniel Farias, 16, 3º ano do Ensino Médio, também falou sobre as suas expectativas. “Temos que cuidar uns dos outros e espero que esse projeto venha para contribuir com o cuidado à saúde emocional e para ensinar, de forma pedagógica, sobre questões como o respeito à diversidade”, pontuou. 

Foto: Divulgação / Assessoria de Comunicação Secretaria da Educação do Estado da Bahia