Andifes vê nomeação de reitor como forma de ‘desqualificar a comunidade universitária’

A Andifes (Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior) viu como forma de “desqualificar a comunidade universitária” a decisão do presidente Bolsonaro em indicar o terceiro na lista tríplice para reitor da UFRB .

“Devemos, portanto, garantir o reconhecimento da expressão legítima da vontade da instituição, também com o claro benefício político e administrativo de que, dessa maneira, contribuiremos para a agregação interna de uma comunidade voltada à realização de ensino, pesquisa e extensão de qualidade”, diz a nota.

A associação entende que não respeitar a indicação de um primeiro lugar não é simplesmente fazer um juízo contrário à qualidade administrativa ou às posições políticas de um candidato ou candidata e sim, “é desrespeitar a própria sociedade brasileira, atentando contra o princípio constitucional que preza a autonomia das universidades públicas”.

O pedido é que a indicação do primeiro colocado deve, ser respeitada, por um lado, como um valor da democracia e, por outro, em respeito à autonomia de cada instituição.

Fonte: Bahia notícias