‘Devemos acreditar nas nossas filhas’, diz pai de Malala

'Devemos acreditar nas nossas filhas', diz pai de Malala

A paquistanesa Malala Yousafzai, de 21 anos, se tornou uma das mais conhecidas ativistas do mundo todo. Um dos grandes incentivadores e fonte de inspiração para que Malala continuasse seus estudos foi seu pai, Ziauddin Yousafzai.

Ziauddin de 49 anos, vive atualmente no Reino Unido junto com sua família. Eles deixaram o Paquistão depois do atentado que quase custou a vida de Malala, quando ela ainda tinha 15 anos.

Junto com a filha, foi um dos fundadores do Fundo Malala, organização que reverte as doações arrecadadas desde o atentado para a causa da educação de meninas.

Em passagem recente pelo Brasil, Ziauddin Yousafzai concedeu uma entrevista ao ‘G1’, a primeira dada a um veículo de imprensa brasileiro.

Quando perguntado sobre os concelhos que daria para os homens que são pais de filhas meninas, Ziauddin Yousafzai respondeu:

“Eu sou um pai. Eu tenho dois filhos e uma filha. Eu digo sempre, quando as pessoas me perguntam o que eu fiz pela minha filha: ‘me pergunte o que eu não fiz’. Eu não tive favoritos. Essa é a coisa mais importante, antes de mais nada. Devemos acreditar nas nossas filhas, não deve haver machismo. Não deve haver discriminação de gênero e devemos tratar nossos meninos e meninas com igualdade. Devemos educá-los. Isso é tão importante!” disse ele em entrevista ao ‘G1’.