‘Vamos usar a mão dura do Estado’, diz comandante da PM sobre ação de traficantes

Durante uma reunião no Centro de Operações e Inteligência, o comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), Anselmo Brandão, afirmou que “a polícia está presente com força máxima para qualquer resposta” da organização criminosa que teve seu líder alvejado (relembre). Após a morte do traficante Marcelo Batista dos Santos, o ‘Marreno’, criminosos vinculados à facção criminosa liderada por ele decretaram toque de recolher em vias da Boca do Rio. “Estamos prontos para qualquer tipo de operação e vamos usar a mão dura do estado. Nós temos todas as forças operando com efetivo significativo de tropas especializadas”, disse o comandante. Brandão ainda afirmou que existem pessoas que estão se aproveitando o momento para “criar um clima de instabilidade”, classificado por ele como “lançadores de áudio”. “A polícia faz o seu papel de levar tranquilidade e sensação de segurança para as pessoas, estamos realizando uma operação de inteligência muito grande na capital e em algumas regiões. O risco de haver toque de recolher e queima de ônibus é real, mas estamos prontos para qualquer operação”, reiterou. Como resultado da operação especial, 600 homens a mais foram mandados para as ruas em Salvador, RMS e no interior. De acordo com o comandante, todas as ruas da Boca do Rio estão sendo policiadas.

*BN