Líder de movimento grevista, soldado Prisco é reintegrado ao quadro da PM

Foto: Lúcio Távora/AG. A Tarde

O deputado estadual soldado Prisco foi reintegrado aos quadros da Polícia Militar da Bahia, em cumprimento a decisão proferida pelo ministro do Supremo Tribunal de Federal (STF), Alexandre de Moraes. A decisão foi publicada no Boletim Geral da PMBA (BGO) no último dia 27 de setembro.

Agora, o parlamentar aguarda convocação, sendo após isso, conduzido imediatamente à reserva. a Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE) argumentou que quando Prisco já exercia o mandato parlamentar possuía menos de 10 anos de serviço, o que não o credencia para pleitear a volta ao serviço público.

“Soldado Prisco passou a integrar aos quadros da segurança pública em 1997 e foi eleito pela primeira vez em 2012, quando já estava demitido e a lei não alcançava ele, quatro anos após ter completado 10 anos de ingresso na carreira militar”, analisou a advogada de defesa, Marcelle Maron.

Prisco foi demitido da corporação em 2002 acusado de liderar um movimento grevista de policiais militares.

*AratuOnline