Cicom de Irecê reduz 56% dos casos de violência em menos de um ano

Menos de um ano após ser instalado em Irecê, no centro norte da Bahia, o Centro Integrado de Comunicação (Cicom) reduziu expressivamente os índices de violência no município. Entre setembro de 2017, quando começou a funcionar, e julho de 2018, foi registrada uma redução de 56% nas ocorrências de violência com morte. No São João desse ano, não ocorreu nenhum caso do tipo. “Nosso objetivo é o atendimento mais rápido possível ao cidadão. Esse espaço nos possibilitou um aumento grande em nossa capacidade de recepção das demandas. Através dos sistemas de comunicação e videomonitoramento, podemos atuar na proteção da vida e do patrimônio de forma imediata e mais eficiente. No período das festas juninas, conseguimos atuar de forma aproximada das pessoas, o que contribuiu para esses dados positivos”, afirma o coordenador da unidade, capitão Josemar Guimarães.O centro atende outros 23 municípios. Nos três primeiros meses de 2018, contabilizou-se uma redução de 18% nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI) de toda a região. A unidade está integrada ao Cicom de Salvador e aos demais 20 Cicoms regionais, de forma a compartilhar e receber informações e apoios necessários. “Aqui funcionam efetivos da Polícia Militar, Polícia Civil e Corpo de Bombeiros, além de órgãos municipais, a exemplo da Guarda Civil Municipal e do Trânsito Municipal. É um formato que funciona muito bem porque garante que todo sistema de defesa social esteja vinculado ao Cicom, que faz a ponte com esses órgãos para um melhor atendimento ao cidadão”, acrescenta o capitão.
Tecnologia
O Cicom de Irecê recebeu um investimento de R$ 1,5 milhão entre obras de construção e a instalação de rádios fixos, veiculares e portáteis, estações repetidoras, entre outros equipamentos. O uso da tecnologia é fundamental para que a unidade possa absorver todas as ligações de uma área que abrange mais de 500 mil habitantes.A unidade atende os municípios de Irecê (sede), Xique-Xique, Morro do Chapéu, Lapão, Canarana, João Dourado, São Gabriel, Ibititá, Central, Cafarnaum, América Dourada, Ibipeba, Ourolândia, Juçara, Mulungu do Morro, Umburanas, Presidente Dutra, Uibaí, Barra do Mendes, Bonito, Barro Alto, Itaguaçu da Bahia, Gentil do Ouro e Várzea Nova.


Secom/ Foto: Pedro Moraes/GOVBA