Mais de 90 pessoas são presas durante o Carnaval

Pelo segundo ano consecutivo, o Carnaval de Salvador terminou sem registro de Crime Violento Letal Intencional (CVLI), que corresponde a homicídio, latrocínio e lesão dolosa seguida de morte, nos três circuitos (Dodô, Osmar e Batatinha) oficiais da festa. Nos seis dias da folia de Momo, foram 4.444 mil suspeitos foram conduzidos às delegacias e 99 presos em flagrante.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), durante coletiva de imprensa, as 99 pessoas presas são suspeitas de roubo, furto e lesão corporal. Além disso, 10 pessoas também foram presas por violência contra mulher.

Uma das novidades implantadas no Carnaval pela pasta foi as câmeras de reconhecimento facial, que detectaram mais de 3 milhões de rostos, entre eles o suspeito de homicídio Marcos Vinícius de Jesus Neri, foragido da Justiça, que foi preso antes de entrar na avenida.

*Atarde