Iuri Sheik deve se apresentar à polícia na quarta-feira (26), diz assessor

Após a Justiça decretar a prisão temporária  do empresário e digital influencer Iuri Sheik, ele fez uma postagem na rede social Instagram nesta terça-feira (25) informando que logo mais vai se apresentar à polícia e contar o que realmente aconteceu. “Toda versão existe dois lados”, diz. Ele também usou a rede social para postar uma foto em que aparece chorando e outras imagens com a família. 

Procurada, a assessoria de Iuri informou que os advogados do influencer estão reunindo documentos antes da apresentação e que ele deve se entregar nesta quarta-feira (26).

Ele é suspeito de tentar matar o empresário William Oliveira, 28 anos, conhecido como Will, durante uma festa do tipo paredão em Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo baiano, no domingo (23). A vítima é um ex-sócio da banda Black Style.

De acordo com o produtor Roque Bispo, Will, como é conhecido, foi baleado no peito duas vezes. Ele já foi operado e segue internado, sedado, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Geral de Santo Antônio de Jesus, para onde foi socorrido. Ainda segundo informações, a vítima vai precisar passar por uma segunda cirurgia, que deve ser feita em até 48 horas.

Segundo o titular da 4ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Santo Antônio de Jesus), Edilson Magalhães, responsável pela investigação do caso, a motivação ainda não está esclarecida, mas os policiais já sabem que antes do crime os dois homens tiveram uma briga de trânsito.

“Os dois se desentenderam porque um deles teria fechado o outro no trânsito. Na verdade, eles já não se davam bem antes, mas a gente ainda não sabe o motivo da rixa entre eles. Vamos ouvir mais testemunhas nos próximos dias, o que vai nos ajudar a esclarecer melhor o caso”, afirmou.

Alguns investigadores foram até o Hospital Geral de Santo Antônio de Jesus, para onde William foi socorrido e onde está internado, mas não conseguiram conversar com o empresário porque ele está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Uma testemunha contou ao CORREIO que foi tudo muito rápido: “Ele chegou no local dando um cavalo de pau, parou o carro, olhou para o cara e atirou. O povo ficou assustado e saiu correndo”, conta.

Confusão
O delegado contou que um dia antes do crime, Iuri Sheik se envolveu em outra briga em Santo Antônio de Jesus. “Ele tentou entrar em uma área restrita da festa oficial da cidade, uma área que era apenas para artistas, e foi expulso pelos seguranças”, contou.

Em nota, a prefeitura de Santo Antônio de Jesus informou que Iuri esteve no Camarote Institucional do São João acompanhado por um grupo de pessoas e que, embora o nome não constasse em nenhuma lista de convidados, foi recebido no local. 

“Em seguida, o mesmo grupo liderado pelo influencer subiu em um dos palcos principais da festa, onde se apresentava o cantor Luziel. Depois de alguns minutos, seguindo as regras do espaço, a equipe de segurança do evento solicitou ao grupo que deixasse o local, porém Iuri se recusou, o que gerou uma confusão entre o influencer e os seguranças”, diz a nota.

‘Nunca se deram bem’
O produtor Roque Bispo disse ao CORREIO que a vítima e o suspeito nunca se relacionaram bem. “Eu nunca entendi o porquê, mas não nunca se deram bem. Acredito que Sheik fez isso porque estava com muita cachaça na cabeça, não sei, não falei com ele depois disso”, afirmou Roque, que diz ser amigo do suspeito.

Segundo ele, os dois moram em Salvador e teriam se encontrado, por acaso, em Santo Antônio de Jesus. Quanto à sociedade com o ferido, ele se limitou a dizer que Will já “não pertence mais à marca Black Style”. O produtor também afirmou que Will mora no bairro do Cabula, em Salvador, e atualmente é proprietário de uma loja na entrada da Engomadeira.

“Eu não sei das motivações de Sheik, mas infelizmente quem anda por aí com uma arma não tem boas coisas na cabeça, né?”, indagou, ao acrescentar que toda a família de Will já o acompanha no hospital. “Não sei bem como Sheik se identifica, ele é uma mistura de artista com empresário, faz essas coisas todas”.

Prefeitura se manifesta
Em nota, a assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Santo Antonio de Jesus esclarece que o crime não aconteceu na área do evento Melhor São João da Bahia, nem em área de nenhum outro evento realizado pela prefeitura.

 A assessoria informou ainda que Sheik não foi convidado para festa junina da cidade pela prefeitura, que ele não fazia parte da lista de influenciadores digitais que receberam convite oficial da organização da festa e que ele teve acesso ao camarote do prefeito através de algum patrocinador.

A nota diz ainda que, desde o início dos festejos, um grande efetivo das políciais Militares e Civis (inclusive à paisana), cerca de 140 seguranças privados, 40 profissionais de apoio, efetivo do Corpo de Bombeiros e 47 Brigadistas unem forças para garantir a segurança de quem curte o Melhor São João da Bahia. 

Também são utilizados detectores de metais nas abordagens nos três acessos, rádio-comunicadores, e um caminhão plataforma de observação elevada da Polícia Militar da Bahia, equipado com câmeras, que favorecem a visualização do público de forma mais ampla. Este ano, mais uma vez, informou a prefeitura, o circuito recebeu monitoramento via câmeras. 

Fonte: Correio