Jovem agredido após assistir jogo do Brasil deixa hospital em Salvador

 Foto: Reprodução

O jovem de 19 anos que foi agredido no bairro de Ondina, em Salvador, após assistir ao jogo entre Brasil e Argentina, pela Copa América, em uma festa com amigos, teve alta médica, na tarde desta segunda-feira (8). Cayan Lima Silva Santana estava no Hospital do Exército, desde o dia 3 de julho.

O jovem deixou o hospital por volta das 16h15, com o pai Ary Santana e os advogados Ari Guarisco e Kaio Abreu. A vítima sofreu traumatismo craniano.

Segundo informações de Ary Santana, o garoto, que é estudante de direito e do Núcleo Preparatório de Oficiais do Exército (NPOR) do Exército Brasileiro, está conseguindo falar e se alimenta bem.

“Está falando um pouco confuso, mas já conseguiu se alimentar e a família está muito feliz em poder reintegrá-lo ao seio familiar. É um milagre de Deus. A plena recuperação de Cayan se deu por causa das orações”, disse o pai do jovem.

Ary Santana informou que o filho vai voltar ao Hospital do Exército após 15 dias, para a realização de novos exames. Os pais de Cayan pretendem levar o jovem para Jequié, município onde moram, para que ele se recupere perto da família.

De acordo com os advogados Ari Guarisco e Kaio Abreu, Cayan deve prestar depoimento na Delegacia do Rio Vermelho, nos próximos dias.

“Hoje a gente teve a primeira reunião com o doutor Davi Gallo, na promotoria do Núcleo de Atuação do Júri de Salvador. Nós apresentamos a ele a tese defensiva que é de homicídio tentado, uma vez que Cayan estava no chão, desacordado e sem chance de defesa”, contou o advogado Kaio Abreu.

A defesa de Cayan aguarda resposta do Ministério Público da Bahia. O caso segue em investigação feita pela Polícia Civil.

Fonte G1 Bahia