Assassinatos em massa nos Estados Unidos deixaram 55 mortos neste ano

Assassinatos em massa nos Estados Unidos deixaram 55 mortos neste ano

Massacre em Virginia Beach | Imagem: Jornal Nacional

Em uma semana, os Estados Unidos passaram por três assassinatos em massa. Os dois últimos foram ainda num intervalo de cerca de 12 horas. Com isso, uma análise feita pelo G1 aponta que, apenas nos seis maiores ataques registrados neste ano, no país, 55 pessoas foram mortas.

 

O mais recente foi em Dayton, no estado de Ohio. O atirador matou nove pessoas e deixou outras 52 feridas numa região de bares, na madrugada deste domingo (4).

 

No sábado (3), o crime ocorreu em El Paso, cidade do Texas na fronteira dos Estados Unidos com o México. Lá, um criminoso matou pelo menos 20 pessoas e deixou outras 26 feridas em um centro comercial.

 

No último domingo (28), foi a vez Gilroy, cidade da Califórnia. Um homem armado entrou em um parque onde ocorria o Festival de Alho e matou três pessoas. Outras 11 ficaram feridas.

 

Em maio, houve uma ataque a um prédio governamental em Virginia Beach, no estado de Virginia. Doze pessoas foram mortas por um engenheiro, funcionário público de 40 anos, que havia pedido demissão. Os alvos dele eram seus ex-colegas.

 

Três meses antes, em fevereiro, o crime aconteceu em uma fábrica de Aurora, em Chicago. Um ex-funcionário do local matou seis pessoas e depois morreu numa troca de tiros com a polícia.

 

Primeiro grande caso do ano, o tiroteio em Sebring, na Flórida, culminou em cinco mortes. As vítimas estavam em um banco quando foram atingidas por um homem de 21 anos, que acabou preso pelos policiais.

BN