PF identifica troca de e-mails entre Gustavo Ferraz, Job Brandão e primo de Geddel

A Polícia Federal aponta em relatório anexado às investigações da Operação Tesouro Perdido que identificou troca de e-mails entre o ex-chefe da Defesa Civil de Salvador, Gustavo Ferraz, o ex-assessor de Lúcio Vieira Lima  (PMDB), Job Ribeiro Brandão, e o primo do ex-ministro Geddel, Jayme Vieira Lima Filho.
O conteúdo das conversas, no entanto, não foi revelado. O rastro foi deixado em um celular apreendido com Ferraz, um Samsung, que foi utilizado de 02/05/2015 até às vésperas da apreensão. No aparelho, a PF achou ainda o registro do número da mulher de Geddel, identificada apenas como Alessandra. O número do ex-presidente do PMDB da Bahia tinha sido apagado recentemente.
Além do celular, a PF levou para análise também um HD. No dispositivo, encontrou uma agenda com contatos telefônicos de “amigos” do PMDB, com números de deputados estaduais, federais e vereadores ligados à legenda. Além disso, a PF encontrou também um iPhone 6 dourado, um computador modelo Acer e um CD com os dizeres “carro de som Paulo Souto 25 Geddel 150”.

*M1