‘Inadmissível’, diz Rui sobre general que sugeriu ‘reação armada’

Foto: João Brandão/ bahia.ba

O governador Rui Costa (PT) demonstrou indignação nesta quarta-feira (4) com relação à fala do general Luiz Gonzaga Lessa, que defendeu uma “reação armada” caso o Supremo Tribunal Federal (STF) permita a candidatura do ex-presidente Lula ao Palácio do Planalto.

“Isso é inadmissível, nós não queremos retrocesso no país, nós queremos um país moderno, que avance, e cada instituição tem de se colocar em seu devido lugar”, afirmou o petista.

Ao Estadão, o militar defendeu nesta terça (3) que “se acontecer tanta rasteira e mudança da lei, aí eu não tenho dúvida de que só resta o recurso à reação armada. Aí é dever da Força Armada restaurar a ordem. Mas não creio que chegaremos lá”.

“As manifestações das pessoas, dos cidadãos, são livres e devem ocorrer no ambiente democrático. Em todo lugar do mundo é assim, a liberdade de expressão, de opinião, deve permanecer. Agora, chefes de instituições devem zelar pelo seu papel”, disse Rui Costa ao ser questionado pelo bahia.ba.

 Fonte: Bahia.ba