‘PF deu meia hora para nós’, diz Gleisi

 

A senadora Gleisi Hoffmann e presidente nacional do PT disse ao jornal Folha de São Paulo, que “o mais dolorido para nós foi quando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva teve a opção de não resistir” a prisão.

Ela disse que o Ministério Público pediu a prisão preventiva, e que o juiz da Lava Jato Sergio Moro mandou avisar que a decretaria. “O que vamos fazer: ficar com Lula preso sem poder recorrer?”.

O ex-presidente pode perder direito ao habeas corpus. Na tarde deste sábado (7), por volta das 17h, o ex-presidente tentou sair de carro do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo, em São Paulo, mas foi impedido por militantes.

 

*Folhapress