‘A hora que ele me chamar, eu vou’, diz Renan Calheiros sobre Bolsonaro

“A hora que ele me chamar, eu vou” – disse Renan Calheiros (MDB-AL) indagado pelo jornal O Globo se o futuro presidente do Senado deve conversar com o presidente Jair Bolsonaro. Na entrevista, o senador reeleito disse que um “novo Renan” vai tomar posse em fevereiro para mais um mandato. Sobre a presidência do Senado, ele continua negando ser candidato e diz que a decisão é do MDB. “Não estou dando entrevista porque as pessoas querem perguntar ao velho Renan o que o novo senador Renan vai fazer. E o velho está se sentindo sem legitimidade para responder”, afirmou. Conforme o jornal, a nova “versão” de Renan, “simpática a Bolsonaro, defende a aprovação da reforma da Previdência e até benefícios para os militares”.

*site Marco Eusébio