Laranjal do DC: candidata nega e procuradoria vai investigar gráfica na Bahia

A suspeita em candidaturas laranja atinge, na Bahia, o partido Democracia Cristão. Procurador eleitoral, Claudio Gusmão afirmou a reportagem que ouviu Maria do Socorro de Cristo, candidata a deputada estadual, que negou ser laranja na legenda. Ela recebeu R$ 100 mil do fundo eleitoral e teve 42 votos.

“Ela negou ser laranja e agora estamos tentando ouvir o proprietário da gráfica que foi usada para a confecção de santinhos. Quero verificar a estrutura da gráfica”, afirmou Gusmão. Em publicação do Bahia Notícias, verificou-se que pelo menos R$ 351 mil foram destinados a gráfica Expressão Papelaria e Serviços, que pertence a Noel da Silva Vilela Filho, filiado ao partido Democracia Cristã desde 2011.

Para o procurador, a dificuldade é descobrir se o dinheiro foi desviado para a conta particular de alguém da legenda ou se foi aplicada em outra candidatura. “Estou aguardando o cruzamento de dados do Tribunal para fazer esse levantamento”.

A princípio, a apuração mira apenas candidaturas femininas, mas deve chegar também aos homens. “Nada impede que eles sejam usados da mesma forma”, apontou.

*M1