‘Eu nunca quis guerra’, declara Neto sobre relação com Rui Costa e PT

O prefeito ACM Neto declarou não querer guerra com o governador Rui Costa e o PT, mas que não deixará de expor opiniões. “Da minha parte, nunca teve a necessidade de ter trégua porque eu nunca quis guerra. Mas não vou deixar de manifestar opinião sobre alguns temas”, afirma.

A declaração diz respeito à fala de Neto sobre o PT não ter quadros. Na semana passada, o presidente estadual da sigla, Everaldo Anunciação, afirmou que Guilherme Bellintani, atual presidente do Esporte Clube Bahia e ex-secretário de Educação na gestão de ACM Neto, é “um quadro a ser olhado com muito carinho”. A aproximação entre o PT e Bellintani visa uma possível candidatura do dirigente ao Palácio Thomé de Souza em 2020.

“Me perguntaram o que eu achava do PT. Eu disse que realmente é um partido que se empobreceu em termos de qualidade dos seus representantes. Quando eles precisam recorrer a nomes que não têm nenhuma história e nenhum vínculo com o partido significa que estão sem quadros”, explicou, fazendo referência aos rumores de Bellintani ser o possível candidato de Rui Costa para a prefeitura.

O prefeito citou ainda a greve dos professores da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), afirmando que os sindicatos têm uma posição diferente com o governo do estado, pois possuem uma relação histórica com PT, PCdoB e Psol. Neto afirmou que há uma “forma distinta com que os sindicatos tratam um lado e o outro da moeda”.

*Bahia.Ba