Alan Sanches pede o retorno da gestão plena dos recursos da saúde em Salvador

O deputado estadual Alan Sanches (DEM), em plenário da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), pediu o retorno da gestão plena dos recursos da saúde, atualmente compartilhada com o governo do Estado.

Conforme ressalta o deputado, que é médico por formação e vice-presidente da comissão de Saúde e Saneamento Básico da Assembleia Legislativa, hoje o Executivo estadual gerencia em torno de 60% do teto financeiro, e Salvador 40%.

“Contudo, além de Salvador ser a única capital onde a gestão da saúde é compartilhada e essa divisão de verba ir de encontro ao que prega o SUS (Sistema Único de Saúde), o disparate pode ser comprovado em levantamento da lista única, em que todas as solicitações do município são encaminhadas para ela, mas que, em um período de seis meses, de um total de 17 mil solicitações, apenas 1.400 foram atendidas, algo em torno somente de 8%. Portanto, está claro que Salvador precisa retomar a gestão plena, de forma que possa atender aos seus munícipes de forma satisfatória, que possa avançar ainda mais em suas ações”, frisou, complementando que os dados mostram existir ainda: “uma espécie de perseguição para com o município.

“O que não pode ocorrer, pois além de estarmos falando de vidas, o governo do Estado tem que ser apoiador da capital em ações de saúde e não fazer uma ineficiente gestão compartilhada”, completou.

*Ascom Alan Sanches




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *