Mantega e Coutinho viram réus por fraude em repasses do BNDES

                        Foto : Renato Araújo/ Agência Brasil

 

O juiz Marcus Vinicius Bastos, da 12ª Vara Federal em Brasília, tornou réus o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega e o ex-presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) Luciano Coutinho, em uma denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF). A informação é do blog de Andreia Sadi, do G1.

Os dois são acusados de autorizarem empréstimos supostamente irregulares que superam R$ 8 bilhões do BNDES para o frigorífico JBS, uma das empresas de Joesley e Wesley Batista.

Também viraram réus mais três pessoas. A decisão é de ontem (23).

O juiz rejeitou, no entanto, a denúncia em relação a sete acusados, entre eles o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci e o empresário Joesley Batista.

Mantega vai responder pelos crimes de formação de quadrilha, corrupção passiva, gestão fraudulenta de instituição financeira e práticas contra o sistema financeiro nacional.

Já Coutinho responderá por formação de quadrilha, gestão fraudulenta e práticas contra o sistema financeiro.

Ao todo, a denúncia envolvia 12 pessoas por suspeita de operações irregulares, entre os anos de 2007 a 2009, que ultrapassaram R$ 8,1 bilhões.

*M1