‘Se eu fosse presidente, jamais indicaria meu filho para embaixador’, diz ACM Neto

Pedro Ladeira/Folhapress

 

 

O prefeito de Salvador ACM Neto (DEM) criticou o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por indicar o filho, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), para a embaixada do Brasil nos EUA. “Se eu fosse presidente, jamais indicaria meu filho para ser embaixador nos Estados Unidos”, disse o gestor soteropolitano ao ser questionado por jornalistas, nesta terça-feira (16), durante o lançamento da 13ª edição da CowParade Brasil, no Farol da Barra.

Na ocasião, o chefe do Executivo voltou a defender que cada ente federativo formule sua reforma da Previdência. “Em Salvador, estamos estudando os ajustes necessários. Cada ente federado deve ter a responsabilidade de liderar e tomar a iniciativa de fazer a sua reforma. E, farei como prefeito”. Neto também criticou o governador Rui Costa (PT), que segundo ele, agiu como “oportunista”, sem se posicionar sobre a proposta da Previdência “Ele ficou numa posição oportunista, quer jogar para plateia. Governar não é isso”.

O prefeito também reafirmou a importância da aprovação do projeto de Lei do Executivo que prevê a isenção do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISS) para empresas de transporte coletivo. “Se aprovar, vamos ter ônibus novos com ar condicionador rodando em Salvador. Se não aprovar, não vamos ter ônibus novos. Cada vereador tem que assumir as consequências da sua decisão. O vereador que votar contra, tem que entregar a chave do seu automóvel oficial e os motoristas”.

 

*Metro1