Alexandre Garcia se refere ao horário de verão como ‘praga’, “Não economiza eletricidade e gasta a energia humana”