Para Alexandre Garcia, a possibilidade do 2º turno com Lula e Bolsonaro já afeta a economia nacional, “uma chapa populista”